EM BUSCA DE LIBERDADE: 'CANIS -DEAR MR. RAIN-'

Com edições em diversas línguas, Canis é um daqueles fenômenos BL com uma fanbase antiga e fiel. Escrito e ilustrado por ZAKK, o mangá começou a ser serializado na revista Opera em 2012 e ainda está em andamento.


Ficha Técnica


Título: Canis -Dear Mr. Rain-

Inglês: Canis: Dear Mr. Rain

Tipo: Mangá

Volumes: 5

Status: Em andamento

Publicação: 28 Jun/12

Gênero: Boys' Love, Mistério, Slice of Life

Serialização: Opera

Autor (a): ZAKK

Ilustrador (a): ZAKK










Atualmente possui cinco volumes publicados. A história é dividida em três partes: "Canis -Dear Mr. Rain-" (volume 1), "Canis -Dear Hatter-" (volumes 2 e 3) e "Canis -The Speaker-" (volumes 4 e 5).


Recentemente o mangá trocou de editora no Japão e recebeu novas capas desenhadas pela talentosíssima ZAKK. Uma delas, a de "Canis -Dear Hatter- 1", ficou em sétimo lugar na categoria de “Melhor Capa” do Chil Chil BL Awards de 2022. E convenhamos, que arte linda!


 

Sinopse: A chuva sempre marcou acontecimentos importantes na vida de Satoru Kutsuna, um renomado chapeleiro de 29 anos. Por isso seu primeiro encontro com Ryou Kashiba, de 19 anos, não poderia ter sido diferente. Em meio à abertura de uma loja rival e reformas em seu próprio atelier, Satoru fica aflito atrás de um atendente para um evento que aconteceria no dia seguinte. Voltando para casa em uma noite chuvosa, o chapeleiro avista um jovem desmaiado na rua e, movido por sua compaixão, lhe oferece abrigo. Assim a ajuda vem de onde menos esperava. Ryou, que é um estrangeiro com origens japonesas, fica mais do que feliz de participar do evento da loja de Satoru. Ele passou sua infância no Japão e estava de volta ao país depois de anos vivendo em Nova York.


Tudo corre bem. Com suas feições amigáveis, cabelos longos e olhos azuis, a beleza de Ryou não passa despercebida pelos clientes. Porém, mais tarde, Satoru descobre a triste verdade por trás do retorno do jovem, ele planejava morrer. Um motivo que escondia um passado maior do que tudo que o chapeleiro pudesse imaginar.


 

Dois encontros importantes acontecem entre nossos protagonistas em "Canis -Dear Mr. Rain-" . No primeiro, Satoru encontra um Ryou que esconde suas feridas e está determinado a partir de vez. No segundo, também durante uma noite chuvosa, o chapeleiro se depara com alguém diferente, um rapaz vulnerável e desesperado por uma segunda chance. Depois da primeira despedida, Ryou e sua fala não deixam os pensamentos de Satoru. Então no momento que ele reencontra o rapaz, imediatamente estende sua mão pronto para acolhe-lo novamente.


ZAKK trabalha muito com contrastes. Liberdade e controle, criação e destruição, morte e vida, passado e futuro e até mesmo a diferença de idade e vivências dos protagonistas. Um outro elemento importantíssimo que recebe constante destaque durante a história são as mãos dos personagens, às quais a autora dedica diversas menções e painéis detalhados. As mãos são vistas como instrumentos e meios de fazer qualquer coisa. Com as elas eles podem criar, mas também podem destruir. E é sobre essas oposições que se forma um vínculo entre Satoru e Ryou.

O primeiro volume da série é como um prólogo. Carregado de sentimentos, reflexões e simbologias, Canis é uma história que foge dos típicos tropos do BL. ZAKK representa de maneira comovente e intrigante a jornada em busca de liberdade de Ryou e Satoru. Cada qual com suas inseguranças, fragilidades, mas acima de tudo, coragem e vontade de seguir em frente. Além do mais, por trás desse início melancólico se esconde o grande mistério sobre o passado de Ryou, que é desenvolvido ao longo dos volumes seguintes juntamente com o relacionamento dos protagonistas.


Por isso digo com todas as letras: leiam sem medo! É um mangá que realmente surpreende, principalmente pelo fato de ZAKK criar um enredo interessante e coerente a partir da história de um casal e do passado nível “teorias da conspiração & organizações criminosas” de Ryou. Como ela faz isso funcionar? Vocês só descobrem lendo! E se o enredo sozinho não foi suficiente para convencer vocês, apenas dêem uma olhadinha no traço expressivo e dinâmico da mangaká. Impossível não se apaixonar, não?

130 visualizações0 comentário