KOI GA OCHITARA: TUDO COMEÇOU COM UMA CUECA

Não é sempre que nos deparamos com romances maduros tão bem formulados, principalmente se tratando de yaoi. Ueda-sensei nos presenteou com um enredo charmoso que desponta de um ritmo gentilmente pensado! Takashi Hishimoto e Yuuki Ise se completam como duas peças perdidas de um lindo quebra-cabeça.

 


Ficha Técnica


Título: Koi ga Ochitara

Kanji: 恋が落ちたら

Inglês: If Love Falls on You

Tipo: Mangá

Volumes: 2 (seq.: Koi ga Michitara)

Status: Finalizado

Publicação: 31 Out/16 a 31 Jan/18

Gênero: Boys Love, Slice of Life, Age Gap

Serialização: Drap

Autor (a): Ueda Aki

Ilustrador (a): Ueda Aki




Quando menos esperamos, os ventos do destino sopram e nos colocam no caminho certo. Certa noite, Yuuki Ise, chorando na calçada logo após ser cruelmente abandonado pelo namorado, cuecas, sim, você não leu errado, cuecas caem sobre a cabeça dele. “Isso é outra peça de mal gosto pregada pelo destino?” Ise se queixa.


Imediatamente, o simpático Sr. Hishimoto desce de seu apartamento para pedir desculpas pela vergonhosa ocorrência. Instantaneamente fascinado por aquele homem mais velho que parece um pouco desajeitado, Ise-kun decide ajudá-lo a apanhar o resto das roupas íntimas que ficaram presas nos galhos da árvore próxima a janela dele.


Como forma de agradecimento, o senhor de modos cavalheirescos convida Ise para entrar, e é aí que ele conhece a bagunça total que é o apartamento de Hishimoto. Ise-kun insiste em organizá-lo, considerando que o local estava caótico a ponto de ambos mal conseguirem atravessar a porta. Quando eles finalizam a limpeza, Hishimoto revela que havia testemunhado o rompimento de Ise com o ex-namorado, e mais surpreendente ainda, que deixou as roupas caírem propositalmente para ter a desculpa de conversar com ele.


Ver de perto um relacionamento florescer é provavelmente um dos fenômenos mais satisfatórios de se assistir. A relação apresentada em ‘Koi ga Ochitara’ germina a partir de uma pegadinha do destino para depois seguir o seu caminho livremente, nos premiando com personagens que juntos dão uma segunda chance para o amor e se ajudam a crescer. Não há muitas cenas do casal entre os lençóis, mas cada uma delas é super quente, sexy e expressiva, apenas o ato de beijar é exageradamente rico em erotismo. Ueda-sensei sabe como deixar tudo muito sensual!


O aspecto que difere essa história dos demais mangás BL é a faixa etária dos personagens, pois eles são muito mais maduros que os colegiais ou jovens adultos que costumamos presenciar na demografia. Sr. Hishimoto é um “ojisan” recém-divorciado com dificuldades de executar tarefas domésticas simples, enquanto Yuuki Ise tem quase trinta anos de idade e trabalha em um bar de bilhar. Apesar do enredo seguir o clichê do heterossexual que fica encantado pelo charme de um homem gay, o modo como o romance é construído a base de confiança e comunicação é muito confortável de ver fluir. O consentimento é a chave e o amor deles não abre espaço para qualquer toxicidade.


Não se deixe enganar, ao contrário do que a capa pode sugerir, o conteúdo do mangá é muitíssimo delicado. É encantador em todos os sentidos! Um slice of life saudável, maduro e realista, que lida com batalhas internas e interpessoais comuns com as quais o público pode facilmente se identificar. Aqui temos dois adultos gentis, uma trama simples, nada de melodramas exagerados, uma relação que se desenrola com naturalidade e um lindo desfecho perfeitamente equilibrado. Esta é uma leitura tranquila e repleta de meiguices, pode apostar que você não irá se arrepender de experimentá-la!

284 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo