QUEM É... ENCHANTÉ?

Você já deve ter ouvido falar sobre o novo drama Boys' Love da nossa querida grande emissora tailandesa e também referência em produções, GMMTV: "Enchanté", um drama que envolve muito romance, mas de forma superficial.



A produção deve ser umas das mais simples da GMMTV esse ano, ainda sim não se prende à características comuns de outras narrativas, o BL drama possui um toque clichê que mantém uma conexão mais próxima ao gosto do público.


"Enchanté" (ใครคือ...อองชองเต), em português "Quem é… Enchanté?", conta a história de Theo Asawa-ekanan (Book Kasidet Plookphol), um garoto de família rica e respeitada, que mora na França. Após alguns acontecimentos recentes em sua vida, ele acaba voltando para Tailândia, reencontrando seu amigo de infância Akk Itsara (Force Jiratchapong Srisang) que não via há muito tempo. Theo começa a estudar na faculdade onde seu pai é gestor, mas ainda sem se adaptar aos novos ares, encontra conforto e descanso em uma biblioteca. O menino encontra um livro com palavras em Francês, e assim se inicia a premissa de tentar encontrar o dono daquela caligrafia. Theo conseguirá adivinhar quem é o Enchanté legítimo entre os 4 caras que afirmam ser ele?



Aviso de Spoilers!


Esse drama é até bom, com uma premissa simples e amarrada do começo ao fim. A narrativa começa a se desenvolver com a presença do personagem Akk, dando indícios da formação de um possível casal logo no primeiro momento.


Mesmo que haja dúvida de quem seria o Enchanté (referência a como é assinado anonimamente no livro), fica explícita a possibilidade de Akk ser ele, trazendo a sensação de que eles são protegidos pelo roteiro, tornando previsível que os dois são o casal principal da série.



Por mais que existam quatro possibilidades de personagens que poderiam ser facilmente Enchantés, o drama trabalha de forma rasa cada uma delas, trazendo de novo aquela previsibilidade no roteiro. Phupa, um dos personagens com essas características, é o primeiro a ser apresentado, todavia é nítido a sensação de oportunismo em que se é trabalhado desde o início, assim como nos demais personagens Natee e Wayo, os três se aproximam de Theo de forma mais abrupta e o drama nos faz duvidar cada vez mais de cada um deles, até que por fim acabam mostrando suas reais intenções.


As principais motivações de cada um para com Theo são reveladas de forma rápida e sem aprofundamento. Phupa queria se aproximar do garoto para ajudar a mãe doente, entretanto essa relação de mãe e filho não é bem trabalhada, portanto não conseguimos sentir empatia pelo personagem.


Já no caso de Natee, a construção do personagem é bem mais coerente com a do perfil de Enchanté, porém Natee logo diz que não é ele e sim alguém com intenções de manter o clube de artes ativo. Em contrapartida afirma que Theo é sua inspiração para voltar a pintar, mas no drama não é revelado o porquê dele ter parado de fazer arte.


Por fim, Wayo é aquele personagem egocêntrico, tendo a resolução mais fraca do roteiro. Este se aproxima do personagem principal apenas para pagar uma dívida em que ele mesmo se colocou, apesar de que o mesmo se diz rico.



O drama em si, escolhe aprofundar mais no relacionamento de Theo com Akk, de início construindo um relacionamento de amizade, que logo dá sinais de que há algo mais. O diretor não se poupa em fazer cenas e mais cenas que façam com que os personagens flertem mesmo que "intencionalmente", e se vocês esperavam um segundo arco nesse drama, você vai passar fome.


O foco principal de "Enchanté" é trabalhar o relacionamento de Akk e Theo e nada mais. Como já mencionei é tudo muito raso, como o problema de relacionamento dos pais de Theo, que não é trabalhado ou até mesmo uma pitada de romance que é jogada no meio da trama entre Tan e Natee que não é nem um pouco desenvolvida, tendo apenas uma ponta no último episódio do drama.


Ok, mas quem é o Enchanté de fato? Bem, o roteiro nos deu esse mini plot twist de que o Enchanté é o próprio Theo, (que de novo) é uma solução fácil para o roteiro, visto que a motivação do personagem era apenas atrair a atenção de Akk, se dando proporções inimagináveis. Mas o que o enredo não se importou em pontuar, é que se o Theo já nutria um amor por Akk antes, ou se desenvolveu a partir da trama. Isso nunca iremos saber de fato.


Pais de Theo Asawa-ekanan

O final da série destoa muito de toda a construção da história, visto que se eles tentarem trabalhar essa busca pelo Enchanté, construindo mais essa relação com Akk, o final passa a focar no relacionamento dos pais de Theo, o que é meio sem nexo para a série em construção de clímax e final. Quando Sun (amigo de Theo) aparece, a trama nos faz pensar que seguirá de um certo modo, mas logo se quebra trazendo outra proposta para o final.


Dirigido por Film Pawis Sowsrion, o drama é um ótimo romance para se assistir sem muitas expectativas, ele é mediano em comparação aos outros dramas lançados pela GMMTV, mas consegue chamar atenção pela ambientação dos personagens, além de cenas bem trabalhadas, paleta de cores com tons quentes de cena, com um ótimo tratamento para tornar o ambiente mais sonhador e romântico. Também temos a incrementação de CGI (Computação Gráfica / Computer Graphic Imagery) para transportar os personagens à cidade de Paris, além de muitas referências à cultura parisiense através de músicas e frases em francês.


A série é baseada na Novel de mesmo nome, lançada em 2019 em formato de Web Novel e escrita por NinePinta, completa em 40 capítulos e um especial.


"Enchanté" foi totalmente adaptada para a produção audiovisual, alterando apenas alguns pontos, como o fato da novel se passar em um ambiente escolar enquanto o drama em uma faculdade. Os personagens são os mesmos, com mesmas características e nomes.










Trailer


42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo