REALITY COM REPRESENTATIVIDADE QUEER INOVA O CENÁRIO DA INDÚSTRIA SUL-COREANA

Recentemente foi ao ar na plataforma de streaming Wavve, o primeiro e segundo episódio do novo reality sul-coreano chamado "Merry Queer" (메리퀴어).


É o primeiro programa de relacionamentos com casais LGBTQIA+ da Coreia do Sul. A produção tem como objetivo apresentar casais queer e suas vivências, mostrando as diferentes dimensões do amor e a liberdade de ser quem é além da heterocisnormatividade.



O elenco é formado por um casal lésbico, Ato (@atozzzi) e Dolzzi (@zzito_v), um casal gay, Bosung (@park_bosung) e Jun (@jjuunnee_e) e um casal com uma mulher cis bissexual, Minju (@ooxmin) e um homem trans, Jihae (@u__jihae).



Além disso, os bastidores é formado por três comentaristas, Shin Dong Yup (comediante e apresentador), Ahn Hee Yeon (também conhecida como Hani, cantora, atriz e artista) e Hong Seok Cheon (ator, dono de restaurante e político), sendo esse último assumidamente homossexual desde 2000, tornando-se a celebridade abertamente gay mais influente da Coreia do Sul.


Os três possuem um importante papel de também revelar suas perspectivas e opiniões como telespectadores, logo de início eles afirmam como é raro ter a oportunidade de pessoas de fora da comunidade LGBTQIA+ observar como os casais queer convivem dentro e fora de casa e todas as lutas diárias contra o preconceito que eles enfrentam, assim normalizando essas relações e rompendo com a desinformação, o reality nos apresenta uma visão tocante e muito real.


No primeiro episódio conhecemos um pouco sobre a rotina de cada casal e a jornada individual de autoconhecimento e afirmação sobre sua orientação sexual e identidade de gênero aos familiares e amigos. É possível observamos que apesar do apoio de alguns, os casais ainda sofrerem diariamente com olhares, palavras e ações que refletem o preconceito.



Principalmente em um país conservador, ainda há muitas barreiras que devem ser superadas, mas é importante parabenizar a produção pela iniciativa de trazer um reality que aborde essas temáticas de forma tão sensível e responsável, representando um marco para a luta LGBTQIA+ da população asiática.


Trailer


59 visualizações0 comentário